quarta-feira, 4 de março de 2009

MULHER...


MULHER...
Hassin Ghannam
*
*
Mulher...
Qual Eixo que gira constante,
Energia doce, inebriante
Perfume raro, abundante
A polinizar universos rodantes.
*
Não fosse teu olhar maternal,
Não fosse o teu corpo sutil,
Mil anos luz seriam poucos para pôr,
Para definir, para aproximar,
O esplendor de tua trajetória
No planeta homem sem glórias,
Restituindo o Amor e a glória,
Ao homem órfão, carente de amor.
*
Mulher...
De onde vem a tua força?
Tantos homens morreram na forca,
De uma ignorância cruel e soberba,
Por acharem ou tentarem em vão,
Apagar a chama do teu coração!
Templo sagrado do eterno amor,
Templo sagrado da divina dor,
Que mesmo estando com a verdade,
Em silêncio e em respeito à maldade,
Resignou-se de tuas alegrias,
Absteve-se de tuas honrarias,
Em nome da paixão e do amor.
*
Mulher...
Tua história mudou os caminhos,
De todas as histórias.
Elevou a vibração de todas as energias,
Embelezou todos os ambientes,
Perfumou todos os jardins,
Nos mais distantes universos sem fins.
Tamanha é a tua importância,
Tamanha é a tua cognição
Num planeta em total arrogância
Por não ver e permitir
Por não ver e seguir,
A tua profunda intuição.
*
*
Publicado no Recanto das Letras
Protegido com o código T1467394


http://recantodasletras.uol.com.br/homenagens/1467394

Um comentário:

Ana Paula disse...

Olá amiga, passei para desejar um feliz dia da mulher.
Beijos

Paula