domingo, 19 de outubro de 2008

DEUS NEGRO

Em algum lugar do mundo me perdi.
Com o olhar vidrado no espaço
Olhando não sei onde,
Talvez essa procura seja uma fuga,
Ou até mesmo um encontro.
Em que procuro unir.
O real ao sonho.
A ilusão ao desatino.
Dessas uniões, o que poderá srgir?
Não sei...............
Talvez,um personagem , muito estranho.
Com ideias excessivamente avançadas.
E nunca aceitas pelo mundo q se diz certo.
Ou talvez, algem muito calculista.
Com tudo kilometrado e medido.
Pode ser um ser carregado de amor.
Ou uma fera carregada de ódio.
Talvez seja até um sonho.
Que ora se desmonta.
Tão logo chegue a realidade,e o Sol comece a brilhar.
Mas sabe o que acho?
Que vou encontrar um DEUS.
Não este das pinturas
Com o olhar que exprime perdão.
É um Deus gente.
E sabes de que Raça?
Negro!Um Deus Negro.
Que ri, chora , Ama e vive
E até
Mata também.
E sente , saudades.
Cheio de vitalidade
Que é capaz de morrer na Cruz.
Para salvar a humanidade.
Mas que é capaz de matar.
Toda humanidade.
Para salvar a Pele.
Talvez eu até descubra.
E não hei de admirar que.............
Esse Deus Está .....
Dentro de mim
Geiza Linhares
1964

Um comentário:

instantes e momentos disse...

belo post, foi bom começar minha semana por aqui.
Maurizio